RD skip to Main Content

Karine Pansa apresenta atuação em associação internacional de editores

SNEL recebeu brasileira presidente da IPA no Ciclo de Palestras 2023

Você conhece a International Publisher Association (IPA)? Nesta terça-feira (16) o Ciclo de Palestras do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) recebeu Karine Pansa, presidente da IPA, a maior federação mundial de associações nacionais, regionais e especializadas de editores. A diretora da Editora Girassol ocupa a principal cadeira da associação desde o início deste ano. 

O bate-papo online contou com a participação exclusiva de associados, membros da diretoria e da equipe do SNEL. Com a mediação de Dante Cid, presidente do SNEL, Karine  explicou como funciona a IPA e como ela tem atuado mundialmente para defender os pleitos mais importantes das editoras. Ela também explicou como a associação tem trabalhado pela difusão de conceitos de sustentabilidade e diversidade dentro do mercado editorial.

Na conversa, Pansa também anunciou que a IPA, em parceria com Nielsen Bookscan fará pela primeira vez um levantamento inédito de produção e vendas a nível mundial. Ela destacou que o Brasil é privilegiado por ter uma pesquisa tão longeva e consistente como a Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, produzida pela parceria entre o SNEL e a Câmara Brasileira de Livros (CBL) e operacionalizada pela Nielsen Bookscan.

“Aproveito para agradecer ao SNEL e a CBL por investirem tanto tempo e dinheiro nessa pesquisa brasileira. É essencial para que a gente consiga visualizar para onde está indo nosso mercado. A gente consegue enxergar tendências, para onde os investimentos estão indo e até para políticas de Estado”, lembrou. 

Instigada pelo presidente do SNEL, Karine ainda disse que a inteligência artificial, uma questão da moda não só dentro do próprio setor, ainda é um “elefante na sala” ainda muito desconhecido pelo mercado editorial e pelas autoridades de maneira geral. “Não existe uma posição formada, não existe uma legislação e uma direção, mas precisamos deixar claro que todo desenvolvimento de legislação vai precisar passar por questões éticas de utilização, conteúdo e direito autoral”, destacou. 

Para Cid, questões como inteligência artificial, acentuam a importância de um fórum de discussão internacional como a IPA, que trazem experiências de outras partes do mundo para a nossa realidade.

Para finalizar a discussão, Pansa falou sobre a importância das questões de diversidade no mercado editorial e como a pluralidade do próprio Brasil pode ser inspiração para o setor. “Não é só falar de questões de gênero. São todas as vozes, todas as culturas. O Brasil é um país tão rico que precisa mostrar sua cara, todas as suas características”, acentuou. 

 

Associe-se ao SNEL

Quer participar de espaços de interesse para editores como este? Associe-se ao SNEL. Membros do sindicato participam de espaços exclusivos de articulação e networking e contam com vários benefícios.

Back To Top