skip to Main Content

SNEL discute preço fixo do livro na Flip

O Sindicato Nacional dos Editores de Livros volta a fomentar o debate em torno do preço fixo do livro. Depois de realizar um seminário sobre o tema, no final do ano passado, o SNEL promoverá uma mesa-redonda para discutir a questão, mais uma vez com a presença de convidados internacionais. O evento abre a FlipMais – principal programação além da Tenda dos Autores, da Festa Literária de Paraty – dia 2 de julho, às 14h30, na Casa da Cultura – Rua Dona Geralda 177, no Centro Histórico da cidade.

Além do presidente do SNEL, Marcos da Veiga Pereira, participarão do debate os presidentes da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Luís Antonio Torelli; da International Publishers Association (IPA), Richard Charkin; e do Escritório Internacional da Edição Francesa (BIEF), Jean-Guy Boin.

Antes da mesa-redonda da Flip, o preço fixo do livro será tema de outro debate. No dia 30 de junho, será realizado o “Seminário Internacional sobre Políticas Públicas do Livro – Lei do Preço Fixo”, no Senado Federal. A iniciativa é da Comissão de Educação do Senado, motivado pela apresentação pela senadora Fátima Bezerra do PLS 49/2015 que institui o preço fixo do livro. O presidente do SNEL, Marcos da Veiga Pereira, será um dos debatedores do evento.

Na Flip, a mesa-redonda sobre preço fixo do livro é aberta ao público, com entrada franca. Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência, no local do evento.

Convidados internacionais da mesa-redonda preço fixo do livro:

Richard Charkin
É presidente da Internacional Publishers Association (IPA), federação internacional que reúne associações nacionais de editores. Fundada em 1896, atualmente, possui 50 membros de 60 países. É também o diretor-executivo da Bloomsbury Publishing Plc, editora independente, com sede em Londres, responsável pelo lançamento da série Harry Potter. Nos anos de 1999 e 2000, a Bloomsbury foi nomeada Editora do Ano pela indústria do livro britânica. Ex-presidente da Associação de editores do Reino Unido, já foi o representante do Reino Unido junto à Federação dos Editores Europeus.

Jean-Guy Boin
Economista e sociólogo, assumiu várias funções em diferentes setores do mercado editorial na França. Professor universitário, foi responsável por estágios em publicação e vendas de livros. Chefiou o departamento da cadeia produtiva do livro do Ministério da Cultura. Desde 2000, é Diretor do BIEF, órgão responsável pela promoção internacional da produção editorial francesa.

Back To Top
Skip to content