skip to Main Content

3º Painel do Varejo mostra aumento nas vendas de livros em comparação ao início da pandemia em 2021

Números desta edição passam a refletir o cenário pandêmico no país a partir de março do ano passado e Nielsen Book e SNEL incluem observações sobre a metodologia comparativa

O 3º período* do Painel do Varejo de Livros no Brasil em 2021 traz resultados positivos que demonstram o empenho do mercado livreiro para contornar as adversidades trazidas pela pandemia, que já começavam a dar seus primeiros sinais a partir de meados de março de 2020, com o fechamento de lojas físicas.

No comparativo entre o 3º período de 2020 e 2021*, houve um crescimento de 38,38% no volume de livros comercializados e um faturamento 28,46% superior. Em números absolutos, isso significa 3,91 milhões de livros vendidos contra 2,82 milhões de títulos nesse mesmo intervalo em 2020. Já em termos de valor, foram contabilizados R$165,24 milhões no 3º período de 2021, contra R$128,63 milhões nessa época no ano passado.

O gráfico abaixo mostra que na última semana do 3º período em 2020 (WK12: 15 a 22 de março de 2020) o impacto da pandemia sobre o mercado é evidente, indicando o início da queda nas vendas, o que contribui para que o crescimento nesta mesma semana em 2021 apareça mais acentuado (84,8%). Esta é a única semana do 3º Painel em que começa a ser possível comparar o desempenho do varejo de livros entre os cenários de 2020 e 2021 já sob os efeitos da pandemia.

No entanto, o que passa a ser mais relevante em termos comparativos a partir desta edição do Painel é o cruzamento dos resultados do período analisado atual com o período imediatamente anterior. “Dessa forma, passamos a trabalhar com um parâmetro comparativo mais equilibrado, além de ser possível entender melhor o perfil do consumo de livros, mês a mês”, afirma Marcos da Veiga Pereira, presidente do SNEL.

*T. Mercado – Período 03: 2020 (24/02/2020 a 22/03/2020) x 2021 (01/03/2021 a 28/03/2021)
**T. Mercado – Acumulado WK01 / WK12: 2020 (30/12/2019 a 22/03/2020) x 2021 (04/01/2021 a 28/03/2021)

Um exemplo é verificar os números do 3º período de 2021* contra os do 2º período de 2021, em que houve aumento de 3,6% em exemplares e queda de 4% em faturamento – possivelmente, um reflexo das promoções intensificadas durante a Semana do Consumidor, aumentando o volume e reduzindo o preço médio.

Ismael Borges, gestor da divisão Bookscan, acrescenta: “devemos comemorar o pujante crescimento mostrado no 3º Painel com olhar cuidadoso, levando em conta que esse período e os próximos serão comparados a uma base anterior que representou o pior momento da crise no que diz respeito ao funcionamento das lojas físicas com o início da pandemia no Brasil em 2020”.

Esses são alguns dos dados do terceiro Painel do Varejo de Livros no Brasil em 2021, apresentados pelo Nielsen Bookscan e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL). Os números têm como base o resultado da Nielsen Bookscan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no país.

*T. Mercado – Período 03: 2020 (24/02/2020 a 22/03/2020) x 2021 (01/03/2021 a 28/03/2021)
**T. Mercado – Acumulado WK01 / WK12: 2020 (30/12/2019 a 22/03/2020) x 2021 (04/01/2021 a 28/03/2021)

Fonte: Nielsen | Nielsen BookScan

Metodologia
O objetivo da criação do Painel é dar mais transparência à indústria editorial brasileira. A iniciativa da parceria entre o SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) e a Nielsen disponibiliza para o setor dados atualizados que poderão contribuir nas tomadas de decisões por empresários de todos os portes.

Para a realização do Painel, os dados são coletados diretamente do “caixa” das livrarias, e-commerce e varejistas colaboradores. As informações são recebidas eletronicamente em formato de banco de dados. Após o processamento, os dados são enviados online e atualizados semanalmente.

Nielsen Bookscan é o primeiro serviço de monitoramento de vendas de livros no mundo, presente em dez países, e o resultado de seu trabalho é um forte instrumento de decisão para as editoras que trabalham com estes dados. O SNEL divulga o Painel das Vendas de Livros no Brasil a cada quatro semanas.

SOBRE O SNEL – Criado em 1941, o Sindicato Nacional dos Editores de Livros tem como finalidade o estudo e a coordenação das atividades editoriais, bem como a proteção e a representação legal da categoria de editores de livros e publicações culturais em todo o Brasil. Como representante da categoria editorial, o SNEL é filiado à International Publishers Association (IPA) e ao Centro Regional para el Fomento del Libro en America Latina y el Caribe (Cerlalc). O Sindicato mantém articulações permanentes com diversas entidades, tanto governamentais quanto privadas, com o objetivo de fomentar a política do livro e da leitura no país. Para mais informações, visite o site www.snel.org.br.

 

CONTATO COM A IMPRENSA
Gabriela Leal– Assessora de Comunicação
comunicacao@snel.org.br / (+ 55 21) 2533-0399/ 99290-3477

SOBRE A NIELSEN
A Nielsen Holdings plc (NYSE: NLSN) é uma empresa global de mensuração e análise de dados, que fornece a visão mais completa e confiável de consumidores e mercados do mundo. Nossa abordagem une dados da Nielsen com informações de outras fontes para ajudar nossos clientes ao redor do mundo a entender o que está acontecendo no presente e no futuro e como agir corretamente com esse conhecimento. Por mais de 90 anos, a Nielsen forneceu informações e análises fundamentadas na ciência e inovação, e desenvolveu continuamente novas maneiras de responder às questões mais relevantes sobre mídia, publicidade, varejo e produtos de consumo (FMCG). Como uma das 500 maiores empresas de S&P, a Nielsen opera em mais de 100 países, cobrindo 90% da população mundial. Para mais informações, visite www.nielseniq.com

CONTATO COM A IMPRENSA
Ari Rodriguez–ari.rodriguez@nielseniq.com

Back To Top
Skip to content