skip to Main Content

Painel do Varejo: Vendas de livros em 2021 já superam performance de todo o ano de 2020

A retomada da venda de livros, a partir do reencontro dos leitores com a literatura durante o período de isolamento social impulsionou as vendas de 2021, provando que o mercado está em ascensão e mais estruturado. Tanto que o acumulado deste ano* até o Período 11** já supera o desempenho de todo o ano de 2020, tanto em volume quanto em faturamento.

De acordo com o 11º Painel do Varejo de Livros no Brasil, pesquisa realizada pela Nielsen BookScan e divulgada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), o crescimento em 2021 foi de 33% em volume e 31,1% em valor no comparativo* com o mesmo período de 2020. Até o momento, o varejo registra a um total de 43,9 milhões de livros comercializados, com faturamento de R$1,83 bilhões. Em todo o de 2020, foram vendidos 41,9 milhões de exemplares, cuja receita correspondeu a R$1,74 bilhões.

“O estudo representa o otimismo que estamos vivendo no mercado brasileiro e em todo o mundo. Acredito que fecharemos 2021 com um crescimento de 25% em relação ao ano anterior e esperamos que a curva continue ascendente em 2022”, avalia Marcos da Veiga Pereira, presidente do SNEL.

Em função de um processo de aprimoramento das classificações dos metadados que a Nielsen Book está realizando, não apresentamos, excepcionalmente, as análises de gêneros neste painel.

Esses são alguns dos dados do 11º Painel do Varejo de Livros no Brasil em 2021, apresentados pela Nielsen Bookscan e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL). Os números têm como base o resultado da Nielsen Bookscan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados no país.

*T. Mercado – Acumulado WK01 / WK44: 2020 (30/12/2019 a 01/11/2020) x 2021 (04/01/2021 a 07/11/2021)
**T. Mercado – Período 11: 2020 (05/10/2020 a 01/11/2020) x 2021 (11/10/2021 a 07/11/2021)
Fonte: Nielsen | Nielsen BookScan

 

Back To Top