skip to Main Content

SNEL e SEEL/SP firmam as bases da Convenção Coletiva de Trabalho 2021/2022

O Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Editoras de Livros, Publicações Culturais e Categorias afins do Estado de São Paulo (SEEL-SP) entabularam as negociações para firmar a convenção coletiva 2021-2022 da categoria, no dia 19/10/2020, restando ainda a confirmação das condições abaixo pela assembleia do sindicato profissional.

Enquanto a Convenção é apreciada e futuramente redigida, pedimos aos nossos associados e aos editores da categoria que adotem desde já as seguintes medidas:

1) O piso salarial teve aumento de 2% a partir de setembro, passando para R$ 1.428,00 (um mil quatrocentos e vinte e oito reais).  A partir de 1º de janeiro será aplicado um reajuste de 3% que elevará o valor para R$ 1.470,84 (um mil quatrocentos e setenta e oitenta e quatro centavos).

2) A partir de 1º de setembro os salários serão reajustados em 2%. Em janeiro, haverá um novo aumento, dessa vez, de 3% sobre o salário de dezembro.

3) Será pago um abono indenizatório de 50% do salário de agosto. O pagamento será de 10% em outubro (caso a folha já esteja fechada, poderá ser em novembro), 20% em janeiro de 2022 e 20% em março de 2022, totalizando os 50%.

4) Serão reajustados em 8% os vales Refeição e Alimentação.

5) A PLR sofrerá reajuste de 5%

4) Não haverá reajuste do auxílio creche

Tão logo tenhamos a redação final da Convenção, assinada por ambos os sindicatos, antes mesmo do registro no órgão competente, colocaremos à disposição de todos.

Back To Top
Skip to content